Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 15 de maio de 2015

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

E o SOPA já começa a estragar a vida da gente.


Quem de nós que nunca baixou filmes e seriados na net que atire a primeira pedra. Se você fez isso alguma vez, com certeza ficará chateado com a notícia!!!!
.
O Megaupload, maior site de compartilhamento de arquivos na internet foi tirado do ar pelo FBI e seu dono preso. Além disso, uma lei americana chamada SOPA (não! não eh comida, mas é uma sigla para Stop Online Piracy Act) está para ser aprovada, e traz uma nova realidade para a internet, onde o governo terá total controle sobre o conteúdo na internet!!
.
Na verdade, esta lei é tão absurda que pune como criminoso o dono de um site que possui link para qualquer conteúdo que necessite de direitos autorais!!! E não para por ae: sites comuns, tipo o bomdanet.com.br, seriam responsabilizados até por comentários feitos nos posts…..por exemplo, se você comentar um post com um link para algum conteúdo que precise de direitos autorais, eu teria que remover na hora senão seria considerado um criminoso…..(que absurdo!!)
.
Absurdo!!!….em tempos de SOPA, se você baixar uma música do Michael Jackson, pode pegar até 5 anos de prisão por violação de direitos autorais, ou seja, 1 ano a mais do que o cara que o matou!!!! E depois o governo americano diz que é democrático?
.
Para saber mais sobre o SOPA, assista o video abaixo:

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Segundo Ministério das Comunicações, internet não precisa mais de provedor de acesso

Embora tenham dado repetidas declarações de que não há posição definida sobre a Norma 4/95, que trata da oferta de Internet como Serviço de Acesso Condicionado, o Ministério das Comunicações e a Anatel defenderam na Câmara dos Deputados que a regra precisa ser alterada.
“Não precisa mais de provedor de acesso. Vamos trabalhar os problemas, mas não manter a definição original. Não pode ser o regime tributário a justificativa para o anacronismo”, disse o secretário executivo do Minicom, Cezar Alvarez.
O secretário foi apoiado pelo superintendente de Serviços Públicos da Anatel, Roberto Pinto Martins, para quem a manutenção do provedor como autenticador da conexão “não faz mais sentido”. “Na verdade, deveria ser exigido que quem oferta Internet já faça isso”, sustentou.
As abordagens foram bem mais decididas do que as intervenções que tanto o governo quanto a agência reguladora vinham adotando ao tratar do tema. Até aqui, ambos procuravam destacar que a Norma 4/95 está meramente em avaliação, sem decisões a priori.
Coincidência ou não, as defesas de mudanças pelo Minicom e pela Anatel, durante audiência na Câmara dos Deputados que discutiu a oferta de banda larga, só se deram depois que o conselheiro do Comitê Gestor da Internet, Demi Getschko, deixou a reunião. O CGI tem sérias ressalvas contra alterações na norma.
As teles apoiam a revisão da Norma 4/95. “Há muito tempo o provedor de Internet deveria estar atento a isso. Quem apenas faz autenticação terá problemas. É uma questão de tempo para esse serviço desaparecer”, afirmou o diretor-executivo do Sinditelebrasil, Eduardo Levy.
Para os provedores, como destacado na semana passada na mesma Comissão de Ciência e Tecnologia, a mudança é uma aposta na verticalização do mercado, com concentração ainda maior da oferta nas mãos das grandes operadoras. O governo, reconhecidamente, não discorda. “Certamente vai ter concentração”, admitiu Cezar Alvarez.

"Telefônica" deixará de existir no Brasil em abril de 2012

Todas as lojas da Telefônica em São Paulo vão adotar a marca Vivo e passarão a oferecer serviços integrados. Valente acredita que até 30 de abril do próximo ano a operadora esteja com tudo pronto para começar sua nova etapa no Brasil com atuação nacional na telefonia móvel e fixa.
Para que esse processo seja concluído, o executivo informa que a companhia precisa finalizar outros dois projetos. Um deles é a inauguração de um moderno data center da Vivo, que está sendo construído em Tamboré (Barueri/SP) e que vai suportar toda a TI da operadora. O outro é o término das obras da nova sede da Vivo, em São Paulo, onde vai concentrar a maior parte das duas equipes em um novo prédio, localizado na região sul de São Paulo.
“É um grande desafio juntar duas equipes grandes e de alta performance em uma única companhia, que tem o objetivo de ser a maior do Brasil”, comentou Valente na terça-feira (06/12), ao apresentar balanço de 2011 e perspectivas do grupo no País para 2012. Juntas, as duas operadoras contam com 82 milhões de clientes em todos os serviços e empregam 22 mil profissionais.
 
Quanto a expansão de serviço fixo

A Telefônica espera até o final de 2012 estender a telefonia fixa para toda a área de cobertura da Vivo, que conta com presença em mais de 1,7 mil cidades do País. Um dos planos desenhados para esses mercados é o Vivo Fixo, que utiliza a rede 3G e tem como alvo assinantes de pós-pago da Vivo. O serviço sai por 9,90 reais por mês com uma franquia de 200 minutos.
Essa oferta já foi lançada em Porto Alegre e Rio de Janeiro e neste mês expandirá para mais duas praças, que são as regiões metropolitanas de Vitória (ES) e de Belo Horizonte (MG).
O diretor-geral da Vivo, Paulo Cesar Teixeira, avalia que mesmo com a concorrência no segmento de voz, há muita oportunidade de negócios em outras regiões do País “O Brasil tem 52 milhões de residências fora do estado de São Paulo e metade não tem telefonia fixa”, informa.

O executivo diz que a Vivo tem estratégia agressiva para ganhar uma fatia desse mercado com telefonia fixa e outros serviços. Entretanto, afirma que o cronograma de expansão para outras praças depende do sinal verde da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que precisa aprovar sua entrada em cada cidade.
Além de expandir a telefonia fixa, está nos planos da Vivo aumentar a sua oferta de TV por assinatura, aproveitando a nova regulamentação desse mercado. “Estamos aguardando a proposta de consulta pública da Anatel para avaliar nossos investimentos em TV paga. Queremos ser uma companhia de conectividade que entregará todas as tecnologias”, promete Valente.
A operadora planeja ainda para 2012 serviços de IPTV. A Telefônica fechou uma parceria global com a Microsoft para adotar sua plataforma de vídeo em todos os países em que atua, incluindo o Brasil.
Segundo Valente, investimentos para novos projetos no Brasil não faltarão, já que a companhia tem um plano para aplicar 24,3 bilhões de reais no mercado local entre 2011 e 2014. Esses recursos são 52% maiores que os 16 bilhões de reais desembolsados entre o período de 2007 e 2009.
A Telefônica definiu o mês de mudança da sua marca no Brasil. A partir de abril de 2012, a operadora passa a atender no País pelo nome Vivo, integrando a telefonia móvel e fixa das duas empresas. O presidente da Telefônica, Antonio Carlos Valente, informa que a companhia está em processo acelerado de integração das equipes e de todos os sistemas internos para que dentro de aproximadamente quatro meses o grupo passe a operar no mercado local com logomarca única.
 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Samsung Omnia W chega ao Brasil

A Samsung trouxe ao mercado nacional um smartphone com o sistema operacional Windows Phone 7. Batizado de Omnia W, o aparelho já está sendo comercializado pela operadora Vivo.
Ele é baseado em um processador Qualcomm de 1.4 GHz acompanhado por 512 MB de RAM, e tem uma tela de 3.7 polegadas com resolução de 480 x 800 pixels. Há duas câmeras: uma traseira de 5 MP para fotos e uma frontal com resolução VGA (640 x 480 pixels) para videochamadas. O aparelho tem 8 GB de memória interna, que infelizmente não pode ser expandida pois não há entrada para cartões microSD.
O sistema operacional é o Windows Phone 7.5 "Mango", que vem acompanhado por versões de bolso de produtos da Microsoft como o Internet Explorer e Microsoft Office, além da integração com serviços como o Bing (buscas), Bing Mapas (localização) e XBox Live (games).
Segundo a Vivo, o Samsung Omnia W já está disponível em suas lojas. O preço sugerido é de R$ 649 no plano Vivo Smartphone 60 Ilimitado, que inclui franquia de 250 MB de dados para navegação web e chamadas locais ilimitadas na rede da operadora. No pré-pago, o aparelho sai por R$ 1.349.

Sky oferece banda larga em Brasília

Segundo informações do site Tela Viva, a operadora já tem aproximadamente 30 assinantes do novo serviço.
Para isso, a empresa utiliza a tecnologia TD-LTE, que vem sendo testada com sucesso na China e na Índia, usando a faixa de 2,5GHz do MMDS.
Na Ásia, a TD-LTE deverá ser amplamente utilizada para a quarta geração da telefonia móvel, trazendo ganho de escala. Trata-se de uma variação do LTE utilizado por operadoras móveis, mas que foi adaptado para operações de TV paga, como da Sky.
Ainda de acordo com a Tela Viva, o objetivo dessa primeira oferta é testar o comportamento com a tecnologia. O serviço deve estar disponível comercialmente até o final do ano. A fase inicial de cobertura compreende toda a região do Plano Piloto, na Capital Federal.
Além de Brasilia, a Sky adquiriu licenças para oferecer banda larga via MMDS em mais 11 cidades: Bauru (SP), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Campina Grande (PB), Caruaru (PE), Franca (SP), Goiânia (GO), Porto Velho (RO), Presidente Prudente (SP), Uberaba (MG) e Vitória (ES).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates